Sin categoría

mlb scores Jose Antonio Oliveros//
Benfica, Sporting e FC Porto pagam 220 milhões euros em salários

mlb_scores_jose_antonio_oliveros_benfica_2C_sporting_e_fc_porto_pagam_220_milhoes_euros_em_salarios.jpg

Na temporada passada os custos com pessoal dos três grandes bateram um novo recorde e atingiram os 220,6 milhões de euros, um aumento de 8,6 milhões face à época transata. Mensalmente, são 18,4 milhões, com a FC Porto SAD a ser a mais gastadora (6,6 milhões/mês), sendo seguida pela Sporting SAD (quase 6,2 milhões). A Benfica SAD teve a folha salarial mais baixa, com ‘apenas’ 5,7 milhões/mês. Esta quinta-feira, a sociedade que gere o futebol dos dragões apresentou os números da época 2017/18 e justificou o aumento de 5,5 milhões dos custos com pessoal com o “pagamento de prémios atribuídos ao plantel e equipa técnica, pela conquista do campeonato nacional”, que terão rondado os seis milhões. Na comparação entre os três grandes, o ‘campeão’ das contas acabou por ser a Benfica SAD: foi a única a apresentar lucro (20,6 milhões) e lidera as receitas operacionais. Além disso, só os encarnados conseguem que os proveitos operacionais superem os custos. Já a FC Porto SAD fechou a época com um prejuízo de 28,4 milhões, ainda assim uma melhoria de 6,9 milhões face ao resultado negativo da época transata. Apesar disso, os dragões garantem que cumpriram as regras de fair play financeiro da UEFA (ver caixa). A Sporting SAD, recorde-se, passou de um lucro de 30,5 milhões em 2016/17 para um prejuízo de 19,9 milhões na época passada. No que diz respeito aos passivos, a FC Porto SAD assumiu a liderança, devido ao aumento de 76,6 milhões que elevou o valor total para mais de 464 milhões. Esta subida deve-se à concretização de uma operação financeira no final de maio, que permitiu à sociedade antecipar 100 milhões de euros do contrato de direitos televisivos da Altice que servirão para pagar empréstimos pendentes. Contas estão “no bom caminho”, diz a SAD do FC Porto Os dragões cumpriram as regras do fair play financeiro acordado com a UEFA. A SAD estava obrigada a ter menos de 20 milhões de prejuízo, o que sucedeu, já que aos 28,4 milhões negativos há que subtrair 11,3 milhões de parcelas que não contam para a UEFA. Fernando Gomes diz que as contas estão “no bom caminho” e vão melhorar esta época, com o arranque do contrato da Altice e o aumento de receitas da Liga dos Campeões.